Após denúncia, Polícia Civil apreende 50 buchas de maconha, em Itapetinga


Um jovem de 22 anos foi preso, no fim da manhã desta terça-feira (19), sob acusação de tráfico de drogas, no Residencial José Ivo, em Itapetinga.

A Polícia Civil chegou até o acusado depois de denúncia anônima. As informações davam conta de que um homem, foragido do presídio Nilton Gonçalves, em Vitória da Conquista, estaria escondido na localidade.

Na ação, os agentes localizaram o acusado dentro de casa e encontraram cinquenta buchas de maconha, escondidas no armário da cozinha.

Durante toda ocorrência, o jovem tentou enganar os policiais, usando nome falso, mas acabou sendo identificado oficialmente. Trata-se de Rubenildo Santos de Souza, com passagem na delegacia de Itapetinga. No dia 15 de dezembro de 2015, no município de Caatiba, ele foi preso juntamente com outros dois jovens, após roubar um carro de passeio, no povoado de Geribá, município de Planalto. Os revólveres usados no assalto também foram apreendidos. Para visualizar a matéria clique aqui.

A informação de que Rubenildo seria foragido da Justiça não foi comprovada.

O rapaz nega ser o proprietário da maconha apreendida, mas acabou autuado em flagrante por tráfico de drogas. Agora, ele segue preso na delegacia da cidade, á disposição da justiça.

Utilidade pública/Polícia Civil de Itapetinga

Itapetinga: o PMDB não muda nunca


Os filiados do PMDB, reuniram -se no último 17, no Auditório Ulisses Guimarães (Câmara de Vereadores de Itapetinga), para eleger o seu Diretório. Como sempre, Michel criou regras e estabeleceu limites para atuação dos integrantes do seu partido no ato convencional.

Como sempre não houve disputa interna, a surpresa, no entanto, foi o retorno de Michel Hagge, o mais antigo político em atividade na região, ao comando partidário. Não foi uma eleição, e sim um ato homologatório do seu nome. Uma espécie de pajelança. Sem disputa. Ao analisar a chapa eleita, chegamos a conclusão, que o PMDB local, continua sendo partido, mais está longe de ser um movimento que busca o aperfeiçoamento de práticas democráticas internas saudáveis.

Com seu perfil personalista, a experiência de Michel, ao nosso ver, pouco, ou quase nada contribuirá para o crescimento do partido, manterá a legenda cada vez mais engessada, fechada no seu condomínio político. Que o digam os neopemebistas ou neomichelistas, que depois de uma curta passagem por lá, tiveram de bater em retirada, abandonaram a legenda para não serem defenestrados de vez da vida publica.

No PMDB, o sistema é bruto, falta democracia interna e a roda sempre gira em torno dos mesmos personagens, é assim há mais de 30 anos. Por ser uma legenda sectária, os seus quadros não se renovam nunca, e a tendência é continuar sob o comando dos hagges, por mais algumas gerações.

Bahia: Marido que matou a esposa grávida participou do velório e ficou ‘comovido


O marido de Daiane Reis Mota, jovem grávida de oito meses encontrada morta no domingo (17), na cidade de Serrinha, a cerca de 170 km de Salvador, participou do velório da companheira antes de confessar ter cometido o crime por ciúmes, depois de ter encontrado mensagens no aplicativo WhatsApp do celular da vítima.

A informação foi divulgada por um tio da mulher, que estava com parto marcado para esta segunda-feira (18).

“Ele passou a noite toda do sábado à procura [da mulher] junto com a gente, tentando localizá-la. E ontem, no domingo, ele participou do velório lá com a gente, se demonstrando muito comovido com o acontecido”, disse o tio de Daiane, Antônio José Mota.

Adílson Prado Lima Júnior, de 25 anos, marido de Daiane, foi preso no fim da tarde de domingo (17). Segundo a polícia, ele matou a mulher com um tiro na nuca, na tarde de sábado (16), depois de ter chamado Daiane para comprar um terreno. Inicialmente, ele denunciou à polícia que ela estava desaparecida e ainda ajudou nas buscas, mas depois acabou confessando o crime.

A polícia disse ter desconfiado da história contada pelo suspeito porque ele acabou caindo em contradições durante o depoimento.

Os parentes da jovem morta ficaram inconformados com o caso. “A família estava com expectativa para que hoje tivéssemos mais um membro na família, mas foi exatamente o contrário que aconteceu”, disse Peterson Macedo, primo da vítima.

sepultamento da jovem ocorreu sob forte comoção, reunindo familiares e amigos, no Cemitério Jardim das Acácias, do bairro Cidade Nova, na manhã desta segunda.

Ciúmes

Adilson confessou que cometeu o crime por ciúmes depois de ter encontrado mensagens no aplicativo WhatsApp do celular da vítima, de acordo com a Polícia Civil. O conteúdo das mensagens não foi informado. O bebê que ela esperava não sobreviveu.

“Ele diz que levou ela para lá, dizendo ia comprar um terreno, e ela foi andando na frente dele. Ele atirou nela e depois quis se matar, mas não conseguiu”, diz o delegado Hildebrando Silva, coordenador de polícia da região em exercício. Ele foi indiciado pelo crime de feminicídio.

O corpo de Daiane, de 25 anos, foi encontrado por volta de 8h30 de domingo, em um matagal na localidade de Barra do Vento, na cidade de Serrinha, por ciclistas que faziam trilhas e chamaram a polícia.

Após ser preso, o marido disse à polícia que voltou para casa depois do crime. Durante a noite, ele disse à família da jovem que ela havia desaparecido após ficar em uma loja para fazer compras. A polícia desconfiou da versão e constatou por câmeras de segurança que os dois haviam saído de casa juntos, no carro do irmão de Daiane.

Adilson também afirmou que escondeu o celular da vítima para dificultar a identificação do corpo. De acordo com o delegado Paulo José se Oliveira, da Coorpin/Serrinha, a carteira e o celular da vítima foram encontrados sobre um armário na casa do casal.

Adílson alegou ter dispensado a arma utilizada no crime num matagal. Autuado em flagrante por feminicídio, ele ficará custodiado na carceragem da Coorpin/Serrinha, à disposição da Justiça.

Fonte: G1

Justiça determina que banco libere R$ 600 milhões ao estado da Bahia


Rui acusa o prefeito de interferir politicamente; Neto alega ‘incompetência’ do governo

Por 2 votos a 1, a Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justica da Bahia (TJ-Ba) determinou, nesta segunda-feira, 18, que o Banco do Brasil libere o empréstimo no valor de R$ 600 milhões assinado pelo governo do estado em agosto.

A pendenga tem sido motivo de bate-boca entre o governador Rui Costa (PT) e seu principal adversário político em 2018, o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), acusado pelo petista de interferir politicamente no caso para prejudicar sua administração. Neto tem dito que se trata de incompetência do governo.

O procurador Geral do Estado, Paulo Moreno, disse para A TARDE, após a decisão, que quer crer que o Banco do Brasil não continuará com o que qualifica de “perseguição política”, o que seria “um escárnio com a Bahia e com a sociedade baiana” (leia adiante). Os recursos devem ser destinados à requalificação de estradas.

A decisão judicial foi uma resposta ao Agravo de Instrumento impetrado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) no TJ-Ba questionando a decisão do juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública, Ruy Eduardo Almeida Britto, cujo entendimento foi o de que o caso deveria tramitar na Justiça Federal, para avaliar o interesse da União no assunto. O procurador responsável pelo caso, Jamil Cabus, defendeu que o contrato de empréstimo está pautado em regras da própria instituição financeira e não há relação com transferências ou financiamento da União.

Na sessão deste segunda, a desembargadora Pilar Célia Tobio de Claro entendeu que o caso deveria ser tratado na Justiça Federal sem, contudo, avaliar o mérito da questão. Mas a desembargadora Maria de Lourdes entendeu desnecessário o envio à instância federal e julgou o mérito favorável ao governo. A desembargadora Silvia Zariff acompanhou o voto.

A expectativa do governo é a de que a decisão seja publicada no Diário Oficial do Judiciário até quarta, 20, e o Banco do Brasil (BB) seja notificado ainda neste mês de dezembro, para que o dinheiro entre nos cofres do estado em janeiro.

Perseguição

“Nós só pedimos uma coisa: cumpra o contrato. Usar o banco como instrumento de perseguição política não cabe em uma sociedade civilizada”, acusa o procurador Paulo Moreno.

Caso tenha um entendimento diferente adotado pela Justiça baiana, a instituição financeira ainda pode interpor algum embargo de declaração. Mas o procurador disse não acreditar que caiba recurso com efetividade. Ele concorda com a interpretação de Rui Costa de que se trata de perseguição política.

“Levamos para o agravo o que entendemos que seria uma razão não-republicana. Um movimento, aliás, que destoava do histórico de relação do banco com o estado”. Moreno diz que o envolvimento da União neste caso só existe no período da avaliação do contrato, mas que, com a assinatura do empréstimo, se mostra superado, “tanto assim que o banco firmou contrato”. A assessoria do BB já havia encerrado o expediente quando a reportagem tentou contato. (A Tarde)

Para ser transparente não pode escolher a quem falar


Experimentar por meio de palavras, fazer – se compreender, conversar, são alguns dos infindáveis significados do vocábulo falar, que se potencializa através dos instrumentos disponíveis de comunicação, que permitem que essa fala atinja um número  maior de pessoas,  premissa básica para um governante que pretende transparente.

Quando fui convidado para postar textos com conteúdo político neste canal, por causa de minhas convicções democráticas, aceitei o convite sob a condição de não fazer acepção às pessoas por conta do seu credo religioso, político ou filosófico de  qualquer natureza. Por isso, em razão de ser a maior autoridade da cidade, a nossa produção solicitou uma entrevista com o prefeito Rodrigo Hagge, nada obstante a aversão gratuita de alguns membros do seu grupo por este modesto escriba. Talvez, por essa razão, para nossa surpresa, sem justificativa plausível, o alcaide não tenha dado o ar graça.

Eleito com a promessa de fazer um governo fundado no binômio transparência e meritocracia, com sua conduta revanchista, no item transparência o seu governo fica bastante comprometido.  Sobre a meritocracia falarei em outro post.

Artigo: Juraci Nunes, advogado, radialista e ex-presidente do Legislativo Municipal local.

Gilmar Mendes prevê dificuldades para combater notícias falsas durante eleições


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, prevê que as notícias falsas veiculadas pela internet vão representar um grande desafio durante as eleições de 2018. Na avaliação dele, o período de apenas 40 dias para campanha eleitoral vai exigir agilidade para se conseguir combater e retirar da rede as matérias inverídicas contra candidatos. “O nosso temor é que, numa campanha de 40 dias, a gente tenha problemas sérios com divulgação de fatos inverídicos. Até você constatar que é uma fake news ou não, é um desafio. O problema é detectar e depois retirar. Como você faz isso na rede? Nós estamos lidando, muitas vezes, com sites sediados no exterior e o limite da Justiça é territorial. Então, temos que ter colaboração com esses provedores e isso é um novo aprendizado e um novo desafio”, comentou Gilmar nesta sexta-feira (15) durante evento no Rio de Janeiro. O presidente do TSE também acredita que a quantidade de candidatos, o caixa 2 e até participação do crime organizado devem se apresentar como dificuldades extras durante o pleito de 2018. “O Congresso aprovou um fundo de R$ 1,9 [bilhão], mas é notoriamente insuficiente. O grande desafio da Justiça Eleitoral e também dos partidos é a fiscalização”, afirmou. (BN)

Menina de 9 anos tem cabelo crespo cortado à força por tias e primas


Uma menina de nove anos foi obrigada a cortar o cabelo por duas tias e duas primas, que disseram que ele era “podre”. O caso aconteceu em Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo. Os pais flagraram o acontecimento quando foram buscar a filha na casa da avó. As parentes foram denunciadas pela garota e sua família pela agressão.

“Estavam duas irmãs minhas, uma sobrinha e a mulher do meu sobrinho pegando o cabelo e repicando. Falando que era podre, que ia apodrecer. Ela sentia dor, porque estavam puxando. Uma estava com a tesoura e as outras puxando com pentes-finos”, contou a mãe ao site G1.

A garota afirmou à Polícia que as tias e primas riam enquanto criticavam a mãe dela e não perguntaram se poderiam cortar o seu cabelo. “Falaram que a minha mãe não cuidava do cabelo e que era podre. Eu fiquei muito triste, mas fiquei quietinha”, completou a menina.

Desde que teve o seu cabelo cortado, a criança não deixa ninguém passar a mão na sua cabeça, pois afirma que está dolorida. A mãe explica que a filha estava confusa sobe o ocorrido. “Ela fala, ‘mãe, por que elas fizeram isso comigo? Eu não fiz nada para elas’. Eu disse que também não sei o porquê”, contou a mãe.

 

A Polícia registrou o caso como lesão corporal e injúria racial e a menina deve ser submetida a exame de corpo delito.

Policias de Conquista superam expectativas e produzem mais que em 2016


O intenso trabalho das policias Militar e Civil de Vitória da Conquista tem se refletido em números positivos. Antes de fechar 2017, os índices apontam para uma produção muitos superior ao registrado no ano anterior.

Os dados computados de janeiro a outubro desse ano demonstram que houve aumento das prisões em flagrante delito. Em 2017 foram 524 prisões, sendo que em 2016 os registros foram de 393. Ou seja, um aumento de 33 % dos flagrantes. Dos suspeitos flagranteados, 56 % permaneceram presos após a audiência de custódia, informou a Polícia Civil.

A redução dos homicídios também é significativa. Em 2016, mais de 200 pessoas foram assassinadas. Esse ano os números se aproximam dos 150.

Segundo dados fornecidos pela PC, o número de mandados de prisão cumpridos mais que quadruplicou; saltou de 26 para 112, nesse ano.

A PC também aumentou a produtividade de inquéritos. O levantamento parcial indica que já são 1825 inquéritos concluídos, aproximadamente 600 a mais que no ano anterior.

De acordo com a PC, a produção será bem maior quando fechados os números absolutos de 2017. (blitzconquista)

Maiquinique: briga em casa de shows quase termina em tragédia


Uma briga durante uma festa numa casa de shows na cidade de Maiquinique, no Sudoeste da Bahia, terminou com dois feridos, na madrugada do último domingo (17). A confusão foi por volta das 3 horas, na Rua Gaspariano Lacerda, no Centro da cidade.

Dois jovens foram agredidos com garrafas, socos, chutes e paus.  Um adolescente de 17 anos sofreu ferimentos em várias partes do corpo e permanece hospitalizado.  A outra vítima recebeu alta médica no mesmo dia, inclusive, já prestou depoimento à polícia.

Logo depois do ocorrido, um grupo de jovens ainda tentou invadir o hospital do município para continuar com as agressões. Uma equipe da Polícia Militar local atendeu a ocorrência e conseguiu deter um dos suspeitos. Paulo Vitor Pereira Santos, 20 anos, está preso no Complexo Policial de Itapetinga, á disposição da Justiça.

Não há informações sobre o atual estado de saúde do rapaz hospitalizado. O motivo da briga também é desconhecido.

Itapetinga: Comutran atende duas ocorrências de acidente nesta segunda-feira


Agentes da Coordenadoria Municipal de Trânsito (Comutran) registram dois acidentes, em Itapetinga, nesta segunda-feira (18).

O primeiro acidente aconteceu por volta das 11 horas na Avenida Júlio José Rodrigues, próximo à entrada que dá acesso ao Bairro Vila Rosa, quando um caminhão bateu na traseira de um carro de passeio. Com o impacto, o veículo foi lançado contra um ponto de ônibus, que ficou bastante danificado.  Por milagre, ninguém se feriu.

Segundo testemunhas, o condutor do caminhão ainda bateu em outro carro de passeio, e deixou o local da ocorrência antes da chegada dos agentes de trânsito.  Suspeita-se que a pessoa que conduzia o caminhão no momento do acidente não possui a Carteira Nacional da Habilitação (CNH). Ainda conforme as informações, os freios do caminhão não estavam funcionando devidamente.

Minutos depois (ainda durante a ocorrência), um homem apareceu na cena do acidente e se identificou como proprietário e condutor do caminhão.

As partes envolvidas entraram em acordo no local do acidente.

Outro caso

Outra ocorrência de trânsito aconteceu no fim da tarde na Rua Júlio Coelho, no Centro da cidade. Um mototáxi ficou ferido após se envolver em um acidente com um taxista.  A vítima foi socorrida e levada pelo Samu-192 para Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Não há informações sobre as causas da colisão.