Itapetinga: 120 funcionários de frigorífico são demitidos


A cidade de Itapetinga, nesta quinta-feira (22), amanheceu com uma triste notícia. Cerca de 120 funcionários do Frigorífico Sudoeste foram demitidos. A informação é do sindicalista Rosenildo Pires.

O Frigorífico Sudoeste encerrou suas atividades de abate. A partir de agora, esse serviço será realizado na cidade vizinha de Vitória da Conquista. Depois, os animais serão trazidos para Itapetinga, onde serão desossados.

O município, que já foi considerado nacionalmente como a Capital da Pecuária, sofre com o desemprego. Milhares de moradores estão migrando para Nova Serrana (MG) em busca de trabalho.

A prefeitura ainda não se manifestou sobre assunto. O frigorífico também não.

Veja também

Itapetinga: Sócio proprietário do Frigorífico Sudoeste comenta demissões. “A gente não vai fechar”

Acusado de pilotar bêbado, morador de Itambé é preso em Caatiba


Um motoqueiro, morador do município de Itambé, está preso em flagrante no Complexo Policial de Itapetinga deste o começo da noite desta segunda-feira, dia 19 de março, depois de ter sido pego numa blitz da Polícia Militar, na cidade de Caatiba.

Os militares realizavam uma blitz de rotina na Avenida Francisco Viana Filho quando avistaram Claudionor Ferreira dos Santos, em atitude suspeita, conduzindo uma motocicleta. Segundo os policiais, o homem desceu da moto e mal conseguia ficar em pé. Ele também não possui a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

A Polícia Civil vai comunicar a prisão de Claudionor a Justiça Criminal da Comarca de Barra do Choça, que também responde pelo município de Caatiba.

Na delegacia, o homem disse que conduzir veículo motorizado bêbado ou sem habilitação não é crime. Disse ainda que crime é roubar, traficar e matar.

Veja também: 

Assista: Jovem atropelada pelo marido em Itapetinga segue internada em estado grave; família pede que o acusado seja preso

Assista. Em Itapetinga, motorista supostamente embriagado bate o carro; mulher morre

Itapetinga: Mototaxista fica ferido em acidente na Júlio José Rodrigues; assista

Pickup sai da pista e segue desgovernado por mais 50 metros no mato, em Itambé


Um acidente sem gravidade aconteceu na tarde deste sábado (17), na BA-263, em Itambé.

O Blog Itambé Agora flagrou o momento em que uma Pickup Toyota Hilux, com placa de Itabuna, se descontrolou na pista, saiu da rodovia e andou por mais de 50 metros no meio do mato, até bater de frente em um barranco.

O fato aconteceu há aproximadamente 3 km de Itambé, por volta das 16:00h, quando o motorista, de aproximadamente 55 anos, morador da cidade de Itabuna, supostamente cochilou ao volante, ao retornar de Vitória da Conquista para sua cidade.

Por muita sorte o condutor, que não foi identificado, não sofreu nada, ficando somente o susto e o prejuízo do carro, que ficou com a frente destruída e dois pneus danificados. Com ajuda de populares, o condutor conseguiu tirar o carro do mato até a pista.  (Itambé Agora)

‘Os recursos são poucos, não dá para atender as demandas’, lamenta prefeita de Caatiba


A prefeita de Caatiba, no sudoeste baiano, Maria Tânia (PR), avalia que a geração de emprego é a maior dificuldade de sua gestão. Em entrevista ao BN, ela pontuou também a impossibilidade de atender todas as demandas da cidade com os parcos recursos.

“Não só em meu município, a maior dificuldade é geração de emprego, dificuldade em recurso. Meus recursos são poucos, não dá para atender as demandas dos munícipes. Mas os prefeitos vêm fazendo muito pela sua comunidade”, afirmou neste sábado, durante o 6º Encontro Estadual de Prefeitos.

Ela também destacou a importância do evento. “O importante é estarmos [prefeitos] unidos nessas dificuldades”, declarou.

Próximo a Itapetinga: Motorista morre em grave acidente de carro 


 Por Itapetinga Repórter 

77 98822 7743 (whatsapp)

Uma colisão entre dois carros terminou com uma pessoa morta no fim da manhã desta quinta-feira, 15 de março, na rodovia que liga os municípios de Itororó e Firmino Alves, no interior da Bahia.

João Almeida dos Santos, de 47 anos de idade, natural de Itororó, conduzia um veículo Saveiro, quando colidiu com uma Van. O acidente aconteceu próximo ao distrito de Rio do Meio, por volta das 11 horas, deixando o trânsito lento no trecho.

O corpo da vítima foi lançado para fora do carro, que parou ás margens da pista. Os ocupantes da Van saíram ilesos. Depois do trabalho da Polícia Técnica, o corpo de João foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itapetinga.

 

Não há informações sobre as causas do acidente.

Veja Também 

Itapetinga: Polícia investiga caso de jovem atropelada; vítima em estado grave

  Itapetinga: Policial militar tenta suicídio

Itambé: Policial que matou jovem é condenado a 19 anos de prisão e perde a farda militar


Após 17 horas de julgamento, às 2h45 da madrugada desta terça-feira (13) a Juíza de Direito Adriana Karla Diniz Gomes da Costa, presidente da 2ª sessão da 1ª Reunião Periódica do Tribunal do Júri da Comarca de Parauapebas, concluiu a leitura da sentença que condenou o PM Francisco Gledson da Conceição Souza, a 19 anos, e três meses de prisão, em regime inicialmente fechado, pelo assassinato da jovem itambeense Mikaely Steffany Ferraz Spínola, 22 anos, no dia 31 de agosto de 2016, no Bairro Rio Verde, em Parauapebas/Pará, por um disparo de arma de fogo.

A defesa do soldado sustentava que a jovem Mikaely teria cometido suicídio, fato desmentido pela perícia técnica do Instituto Renato Chaves.

Os jurados, por maioria de votos reconheceram que no dia 31 de agosto de 2016, a vítima Mikaely Steffany Ferraz foi atingida por disparo de arma de fogo, efetuado pelo réu Francisco Gledson da Conceição, causando a sua morte.

Os jurados a reconheceram também, por maioria de votos, a tese do Ministério Público, que apontou motivo fútil (Possessividade e ciúmes excessivo em relação à vítima), o crime cometido pelo militar, além do emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima, em razão de o policial ter se utilizado de uma arma de fogo durante o homicídio.

A Magistrada fixou pena definitiva do sentenciado Francisco Gledson da Conceição Sousa, em 19 anos e 03 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, pelo assassinato de Makaely. Gledson se encontra preso desde 07/10/2016.

Conforme comprovado nos autos, o réu se utilizava de sua condição de policial, bem como de sua arma para intimidar não só a vítima, como também outras pessoas, fatos esses que, aliados ao crime perpetrado, revelaram seu despreparo para o exercício do cargo público. Desta forma, a Magistrada decretou que Gledson deva ser impedido de continuar a desempenhar a função de policial militar, sob pena de causar prejuízo ainda maior à coletividade.

Após o julgamento, o sentenciado foi recolhido ao estabelecimento prisional para cumprimento de pena. // Com informações do Portal Zedudu

Não foi suicídio! Cabo PM é preso pelo assassinato da itambeense Mikaely

No dia 31 de agosto 2016, a jovem itambeense Mikaely Steffany Ferraz Spinola, 22 anos, foi encontrada morta na cidade de Parauapebas/Pará, na Rua Amazonas no bairro Rio Verde, em sua residência, vítima de um disparo de arma de fogo. Com ela, no momento do disparo, estava o Cabo PM Gleidson Maciel (foto), lotado no 23º Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas.

Na época, o caso foi tratado como suposto suicídio, já que, conforme depoimento prestado pelo militar, a jovem havia lhe enviado uma mensagem, via celular, minutos antes do disparo dando conotação de suicídio.

No mesmo dia, a delegada Yanna Kaline W. de Azevedo, da Polícia Civil em Parauapebas, solicitou que o Centro de Perícias Científicas Renata Chaves realizasse perícia de local de crime com cadáver e provas foram colhidas na tentativa de averiguar a afirmação do Cabo PM.

Em laudo pormenorizado de 26 laudas assinado pelo perito Celso Bandeira de Sá, o perito afirma categoricamente que, após analisar todas as provas, a posição em que o corpo foi encontrado, e simular situações que podem ter provocado a morte de Mikaely, chegou a conclusão de “tratar-se de morte violenta, do tipo HOMICÍDIO, pela ação de instrumento perfurocontundente (projétil de arma de fogo), no local e nas circunstâncias descritas no laudo”.

Afirma ainda o laudo: a forma e localização da lesão observada no cadáver são consideradas atípicas para a caracterização de um suicídio. Para corroborar a conclusão que foi homicídio, o perito cita que:

  • Não havia sinais de arrombamento, ou de luta no imóvel;
  • Não havia bilhetes ou medicamentos que pudessem corroborar com a tese de suicídio cometido pela vítima;
  • As manchas de sangue na forma de projeções de alta energia na parede da cabeceira da cama e na forma de concentração impregnadas no lençol do colchão da cama sob a vítima indicam que ali foi o seu sítio de agressão;
  • O disparo foi efetuado de forma encostada na região clavicular à direita, com o lado inferior da borda do cano da arma ligeiramente descolado da pele, o que ocasionou a zona de chamuscamento ao redor da ferida e o formato ligeiramente elíptico da lesão;
  • A boca do cano da arma incidiu de forma oblíqua em relação ao eixo longitudinal do corpo naquela região anatômica, acompanhando o sentido do osso clavicular;
  • A posição final de alojamento do projétil no interior do corpo (região escapular à direita) descreve um trajeto descendente e de tendência anterior/posterior (entrada na região clavicular à direita e alojamento na região escapular à direita)

Quanto aos testes simulados de ergonomia da vítima e agressor, admitindo-se as hipóteses de suicídio e homicídio e com a discussão relatada, o perito instrui que:

  • A postura que a vítima teria que assumir com ambas as mãos , para produzir a lesão descrita, em caso de possível suicídio, revelaria um grau de dificuldade ergonômica extrema para a execução do movimento necessário;
  • A forma e localização da lesão observada no cadáver são consideradas atípicas para a caracterização de suicídio;
  • Sob a hipótese de homicídio, o agressor apresentava ergonomia compatível para posicionar a arma na posição (que provocaria os efeitos na lesão e o trajeto do projétil no corpo) e acionar o gatilho, sobretudo com a vítima com o tronco em elevação.

O laudo afirma, ainda, que o método de alvejamento do corpo utilizado pelo agressor, associado às características da lesão verificada, a ausência no local do instrumento que produziu tal ferida, determina a natureza da morte como violenta, do tipo HOMICÍDIO, em que houve emprego de instrumento perfurocontundente manuseado por, pelo menos, um atirador.

Resumindo, o perito, com base no que foi apresentado, admite a dinâmica parcial e provável em que: Mikaely Steffany Ferraz Spínola estava sobre a cama, com tronco em elevação, quando foi abordada pelo agressor e recebeu disparo de arma de fogo efetuada de forma encostada, produzindo a lesão já referida, em seguida desfaleceu ali e permaneceu naquela posição até a chegada do perito, produzindo assim as manchas de sangue por produção de alta energia na parede e por concentração sob o corpo, evidenciando o local da agressão, vindo a falecer em função da gravidade da lesão experimentada.

Com o laudo em mãos, a Polícia Civil do Pará, deu entrada no pedido de prisão preventiva do cabo PM Gleidson Maciel sob a alegação que o mesmo teria assassinado a jovem Mikaely. O militar, que havia solicitado férias logo depois do ocorrido e voltou a trabalhar no dia 1º de outubro, recebeu hoje (07) voz de prisão do delegado Gabriel Henrique Alves Costa, diretor da 27ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas e delegada Yanna Kaline W. de Azevedo (presidente do inquérito) ,  em cumprimento ao Mandado de Prisão expedido pelo juiz Líbio Araújo Moura, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Parauapebas.

O cabo PM foi preso no Quartel da PM de Parauapebas e, na hora da prisão, estava presente um representante da Corregedoria da Polícia Militar do Pará. (Informações site: zedudu)

Itarantim: Após morte da filha dentro de hospital, pai apedreja prefeitura


A prefeitura do município de Itarantim, no Sudoeste da Bahia, foi apedrejada na noite desta segunda-feira, 12 de março, por um pai indignado com a situação da saúde pública local.

A filha dele estava hospitalizada e acabou morrendo no hospital do município, gerando revolta na família e na população, de quase 30 mil habitantes.

O homem destruiu portas e janelas de vidro existentes na prefeitura. Ele deverá responder por dano ao patrimônio público.

Nas redes sociais, a indignação é grande. “Com um prefeito assim é melhor ficar sem governo. O povo tá cansado de tanta incompetência”, desabafou o morador André. “O que aconteceu foi ineficiência, porque esse secretário de saúde, não sabe o que passa dentro do hospital”, disse Nete, outra moradora.

O prefeito do município é Paulo Construção, eleito pelo DEM na eleição passada.

O Itapetinga Repórter entrou em contato com o setor de comunicação da prefeitura de Itarantim, mas ainda não teve respostas a respeito do ocorrido.

 

Nova Canaã: Pais de alunos da rede municipal são obrigados a pagar por material escolar e livros


Pais e responsáveis de alunos da rede municipal da cidade de Nova Canaã, no centro sul baiano, foram surpreendidos com uma lista de material escolar na volta às aulas. A denúncia foi feita por um tio de seis estudantes do ensino fundamental. “Agora, no início das aulas, fomos surpreendidos com a solicitação de compra de materiais escolares para cada um”, relata o homem que teme por represália e prefere não se identificar.

Os pais foram informados sobre a compra dos materiais durante reunião, na Escola Municipal Eujacio Simões, na semana passada. Na oportunidade, eles também foram avisados que teriam que comprar um módulo por R$ 30.

Para reportagem, ele ainda contou que no ano passado, uma das sobrinhas estudou o quarto ano sem os livros didáticos. “Segundo a escola, o motivo é falta de verba para compra dos livros. Infelizmente, a situação só se agrava e os sindicatos e conselhos municipais estão omissos. Nós, cidadãos, não temos força para cobrar do poder municipal, pois somos poucos e não somos ouvidos”, lamenta.

De acordo com o Portal da Transparência, neste ano, a prefeitura recebeu o montante de R$ 302.011,83, referente ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDED).

Nesta segunda-feira (12), o site entrou em contato com a prefeitura de Nova Canaã, gerida pelo prefeito Marival Neuton de Magalhães Fraga (MDB), mas foi informado que não tinha ninguém para comentar o assunto. A atendente ainda pediu que a reportagem voltasse a procurar a prefeitura na terça-feira (13). (BN)

Clique aqui para visualizar o Facebook do Itapetinga Repórter.

Itambé: Professor de jiu-jitsu é preso por tráfico de drogas


Por Itapetinga Repórter  

77 98822 7743 (whatsapp)

Na cidade de Itambé, no Sudoeste da Bahia, um professor de jiu-jitsu, identificado como Adriano Oliveira Santos, foi preso por tráfico de drogas, na noite desse domingo (11). A ocorrência envolveu a Polícia Militar local, Cipe Sudoeste (antiga Caesg) e Guarda Civil Municipal.

Segundo a polícia, Adriano foi surpreendido enquanto traficava maconha no meio da rua, no Bairro Felipe Achy, por volta das 23 horas. Em poder do acusado, os militares apreenderam 62 buchas de maconha, prontas para serem comercializadas.

O flagrante foi apresentado no Complexo Policial de Itapetinga, cidade vizinha.

 

Passeio com família de Itapetinga termina em tragédia em Potiraguá


Por Itapetinga Repórter  

77 98822 7743 (whatsapp)

 

O que era para ser um momento de alegria entre familiares e amigos, na manhã deste domingo (11), no município de Potiraguá, no Sudoeste da Bahia, acabou em tragédia por conta do afogamento de uma jovem de 18 anos.

 

Conforme informações colhidas pelo site Itapetinga Repórter, o caso aconteceu durante um passeio em família, por volta das 10h30, próximo a uma cabana, ás margens do Rio Pardo. Ana Paula Santos Rocha ainda foi socorrida e levada para o hospital de Potiraguá, mas não resistiu.

 

Ana tinha convulsões. O local onde ela se afogou é raso. Por isso, a principal suspeita é que a moça convulsionou enquanto estava dentro do rio. A jovem, que era da cidade de Itapetinga, chegou ao local por volta das 6 horas, acompanhada de parentes.

 

Fotos do corpo da vítima foram tiradas dentro do hospital de Potiraguá e divulgadas amplamente nas redes sociais, principalmente em grupos de Whatsapp.

 

O corpo já foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Itapetinga. 

 

O clima é de muita dor e comoção entre familiares e amigos de Ana. Assim como todas as garotas de sua idade, ela era uma moça cheia de sonhos, que apenas  aproveitava o final de semana com a família.