Pesquisa DataPoder360: Bolsonaro lidera todos os cenários sem Lula

A pesquisa do instituto DataPoder360 revelou que Jair Bolsonaro (PSL) segue na liderança isolada na corrida pela Presidência da República. Nos três cenários testados, o deputado federal pontua de 21% a 25%, conforme a combinação de nomes apresentados, sem a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ciro Gomes (PDT) se consolidou em segundo, … Leia Mais


PT quer gravar vídeo de Lula na prisão para campanha presidencial

Com os trabalhos voltados para a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o Partido dos Trabalhadores vai tentar gravar um vídeo inédito de dentro da prisão. O objetivo é exibir o material no lançamento da candidatura do petista, na cidade de Contagem, em Minas Gerais, na próxima sexta-feira (8). A informação é … Leia Mais




Especulado no PMDB, Imbassahy visita Pedro Tavares, presidente da legenda na Bahia

O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) visitou nesta terça-feira (13) o presidente do PMDB na Bahia, deputado estadual Pedro Tavares, na Assembleia Legislativa a da Bahia (AL-BA). Contatado pelo Bahia Notícias, o peemedebista disse que a “pauta foi demandas dos municípios, porque a gente vai votar junto”. Questionado se no cardápio da reunião falaram sobre … Leia Mais


MPF pede que Lula seja preso após julgamento de recursos em caso do tríplex

O Ministério Público Federal (MPF) pediu nesta segunda-feira (5) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja preso após o julgamento dos recursos apresentados pela sua defesa como parte do processo do trÍplex localizado na cidade do Guarujá, em São Paulo.

Segundo informações do G1, a recomendação foi feita como parte da resposta aos embargos de declaração ajuizados pelos advogados de Lula, que apontaram 38 omissões, 16 contradições e cinco obscuridades. Para a defesa do ex-presidente, a manifestação do MPF não conseguiu rebater as “inúmeras omissões e contradições demonstradas no recurso”.

Na avaliação dos advogados, a correção das falhas acarretaria na absolvição.


Wagner teria recebido R$ 82 milhões por esquema envolvendo Fonte Nova Participações

 

O ex-governador Jaques Wagner teria sido beneficiário de R$ 82 milhões no esquema envolvendo a parceria público-privada (PPP) com a Fonte Nova Participações. A informação foi divulgada pela chefe da Delegacia de Repressão a Corrupção, Luciana Matutino, no âmbito da Operação Cartão Vermelho, deflagrada na manhã desta segunda-feira (26). De acordo com Matutino, os valores foram entregues em espécie, através de um preposto da Odebrecht, Cláudio Melo Filho – um dos executivos que formalizou o acordo de colaboração premiada com a força-tarefa da Operação Lava Jato. Segundo a delegada, o executivo da Odebrecht entregava os valores também a prepostos do ex-governador, no caso o atual secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, e o empresário Carlos Daltro. A única exceção teria sido um montante entregue na residência da mãe de Wagner, no Rio de Janeiro. Luciana esclarece ainda que a maioria das doações não foi voluntária. “Uma [doação] que é mais específica, em que o seu Marcelo Odebrecht colocou como condição que ele só doaria pra campanha eleitoral de 2014 se a questão da Fonte Nova fosse resolvida. A questão da Fonte Nova seria o pagamento de valores para o consórcio OAS Odebrecht”, explica a delegada, acrescentando que o aditivo foi definido em R$ 90 milhões em 2013 e que foi negociado um acordo de pagamento de mais de R$ 10 milhões em 2014, sendo que parte desse montante foi obtido em acordo da Companhia Ambiental e de Recursos Hídricos da Bahia (Cerb). A investigação apontou que a OAS Odebrecht queria que o valor da obra fosse aumentado, mas para não levantar questionamentos por parte da sociedade civil, o então governador Jaques Wagner decidiu utilizar a dívida que o governo tinha com a Cerb para acertar a negociação (saiba mais sobre o caso). “Dentro desses R$ 360 milhões, que foi negociado de pagamento da dívida, uma boa parte seria pra doação de campanha de 2014 e naquele ano existiu a doação oficial pela Itaipava de R$ R$ 3,5 milhões”, detalha Luciana. Em 2014, o PT se dedicou à campanha para eleição do governador Rui Costa, sucessor de Wagner na Bahia. (BN)


STF julgará auxilio-moradia de juízes

O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para o dia 22 de março o julgamento do mérito das liminares que asseguram o pagamento de auxílio-moradia a todos os juízes do país, incluindo juízes federais, da Justiça Trabalhista, da Justiça Militar e estaduais.

De acordo a Agência Brasil, as liminares que determinam o pagamento foram aprovadas pelo ministro Luiz Fux em 2014 e na época os tribunais foram notificados para iniciar o pagamento do benefício de R$ 4,3 mil mensais. Fux entendeu que o auxílio está previsto na Lei Orgânica da Magistratura (Loman – Lei Complementar 35/1979). Segundo a Advocacia-Geral da União (AGU), o custo anual do auxílio aos cofres públicos é de aproximadamente R$ 435 milhões.

A situação chegou ao STF após alguns magistrados e a Associação dos Juízes Federais (Ajufe) alegarem que o auxílio-moradia está previsto pela Loman, mas o pagamento não era cumprido. (BN)


Petistas tentam convencer Lula a trocar de advogado

Figuras petistas têm aconselhado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de forma cautelosa, a dispensar o advogado Cristiano Zanin, que faz sua defesa.

De acordo com a coluna Expresso, da revista Época, eles consideram que a estratégia de confrontar juízes e desembargadores não ajudou o petista na Lava Jato e que mantê-la no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF), aos quais Lula deve recorrer, será um erro fatal.

No entanto, a possibilidade de o ex-presidente fazer uma mudança na defesa é considerada remota, já que ele confia em Zanin. (BN)


Impedimento de Lula é inevitável

Ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acreditam ser inevitável a cassação de um eventual registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após a sua condenação no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

De acordo com informações do blog do jornalista Gerson Camarotti, dois ministros detalharam que a Lei da Ficha Limpa deixa claro que um candidato condenado por um colegiado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro fica automaticamente inelegível.

Nesta quarta-feira (24), três desembargadores decidiram, por unanimidade, condenar Lula a 12 anos e um mês de prisão em regime fechado.

Ainda segundo o jornalista Gerson Camarotti, a expectativa é que o TSE oficialize a inelegibilidade de Lula na primeira semana de setembro. (BN)