Itapetinguense confessou assassinato de travesti no Paraná, diz delegado



O delegado titular de Sarandi, no Paraná, Adriano Garcia, disse durante entrevista a TV Record, que um homem, identificado como Murilo, confessou o assassinato da travesti Jhonatan Willian da Silva, de 24 anos.

Segundo a polícia, o homicídio aconteceu na madrugada de 30 de março, na avenida Bela Vista, no Jardim Bela Vista. Inicialmente, acreditava-se em um acidente de trânsito, mas, durante as investigações, os policiais descobriram que o acusado atropelou propositalmente a travesti.
O motivo do crime foi porque Murilo teria desistido de se relacionar com a vítima.

O acusado do homicídio morava no Bairro Camacã, em Itapetinga.

Assista ao vídeo e confira a reportagem.