Nova Canaã: Delegado comenta operação contra tráfico de aves silvestres em Icaraí


Uma operação da Polícia Militar do município de Nova Canaã, no interior da Bahia,  para combater o tráfico de aves silvestres, aconteceu no começo da tarde de quinta-feira (23), e resultou na apreensão de aproximadamente 30 pássaros. A notícia foi divulgada primeiro no site Itapetinga Repórter e ganhou repercussão em outros veículos de imprensa da região.

A ocorrência policial aconteceu depois que os militares receberam informações anônimas que um homem, identificado pelo prenome de Nivaldo, mantinha em cativeiro no quintal da residência dele vários pássaros silvestres. No local, a Polícia Militar confirmou a veracidade da denúncia, inclusive, encontrou alguns pássaros mortos, além de armadilhas para capturar pássaros e gaiolas.

Nesta sexta-feira (24), o delegado de Nova Canaã, Drº Odilson, conversou com o Repórter para informar outros detalhes do caso e quais providências foram tomadas por parte da Polícia Civil.

Todas as aves foram levadas para o Centro de Triagem de Aves Silvestres no município de Iguaí.  Após serem examinados por veterinários, os pássaros que tiveram condições foram soltos novamente na natureza.

Todos os pássaros estavam sem anilhas de identificação. Eles eram capturados em fazendas do município de Nova Canaã, mantidos irregularmente em gaiolas e depois comercializados em cidades da região, principalmente Iguaí e Poções.

“O homem  fugiu, mas já foi identificado. Ele vai responder em liberdade  pelo crime ambiental. Foi lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) em desfavor dele, que responderá perante a justiça pelo crime”, disse o delegado.

“Alguns criadores realmente não tem noção que é crime ambiental. Agora, esses traficantes de animais silvestres tem perfeito conhecimento, sabem do crime. Vale ressaltar que essa conduta é tipificada na Lei de Crimes Ambientais e a pessoa está sujeita as sanções da lei”, acrescentou o delegado.    

A multa será aplicada pelo Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).  O valor da multa depende da quantidade de aves apreendidas.

O cerco contra os traficantes de animais silvestres está se fechando. Nesta semana, uma mega operação  foi realizada nos municípios de Itororó e Firmino Alves. A operação contou com agentes do Inema, Polícia Militar Ambiental, PRE e Polícia Civil de Ilhéus. Centenas de pássaros foram apreendidos, mas os detalhes da ação ainda não foram divulgados à imprensa.

Conforme fontes ligadas ao Repórter, a caçada deve continuar, principalmente contra pessoas  que há  muito tempo pratica o crime impunemente.